Acredita-se que o cacau tenha sido usado pela primeira vez pela civilização maia da América Central e foi introduzido na Europa pelos conquistadores espanhóis no século 16, mas ele rapidamente se tornou popular como um medicamento para a promoção da saúde.

O nutrólogo Allan Ferreira, especialista em terapia nutricional, do Hospital Anchieta de Brasília, explica que foi um longo processo até chegar ao que conhecemos hoje. Ele pontua que cacau em pó, por exemplo, é feito esmagando os grãos de cacau e removendo a gordura ou a manteiga do fruto. "Hoje, o cacau é mais famoso por seu papel na produção de chocolate. No entanto, pesquisas modernas revelaram que ele realmente contém compostos importantes que podem beneficiar a nossa saúde", destaca.

Pensando nisso, o Dr Allan conferiu dez questões sobre o cacau. Será que ele é realmente bom para saúde? Confira:

1- Rico em polifenóis que fornecem vários benefícios à saúde - Os polifenóis são antioxidantes naturais encontrados em alimentos como frutas, vegetais, chá, chocolate e vinho. Eles foram associados a inúmeros benefícios à saúde, incluindo redução da inflamação, melhor fluxo sanguíneo, redução da pressão arterial e melhora dos níveis de colesterol e açúcar no sangue. O cacau é uma das fontes mais ricas de polifenóis e é especialmente abundante em flavonóides, que possuem potentes efeitos antioxidantes e antiinflamatórios.

2- Pode reduzir a pressão arterial elevada - O cacau, tanto em pó quanto em chocolate amargo, pode ajudar a reduzir a pressão arterial. Esse efeito foi observado pela primeira vez em pessoas na América Central que bebiam preparações com cacau e tinham pressão arterial muito mais baixa do que seus parentes que não bebiam cacau. Acredita-se que os flavonóis do cacau melhorem os níveis de óxido nítrico no sangue, o que pode melhorar a função dos vasos sanguíneos e reduzir a pressão arterial.

3. Pode reduzir o risco de ataque cardíaco e derrame cerebral - Além de reduzir a pressão arterial, o cacau tem outras propriedades que podem reduzir o risco de ataque cardíaco e derrame. Sua riqueza em flavonóides melhoram o nível de óxido nítrico no sangue, que relaxa e dilata as artérias e vasos sanguíneos e, consequentemente, melhora o fluxo sanguíneo. Também descobriu-se que o cacau reduz o colesterol LDL "ruim", tem um efeito de afinamento do sangue semelhante à aspirina, melhora o açúcar no sangue e reduz a inflamação. Essas propriedades foram associadas a um menor risco de ataque cardíaco, insuficiência cardíaca e derrame.

4. Os polifenóis melhoram o fluxo sanguíneo para o cérebro e a função cerebral - Os flavonóis do cacau podem apoiar a produção de neurônios, a função cerebral e melhorar o fluxo sanguíneo e o fornecimento ao tecido cerebral. Eles podem ter um papel na prevenção da degeneração cerebral relacionada à idade, como na doença de Alzheimer, mas são necessárias mais pesquisas.

5. Melhora do humor e os sintomas de depressão por vários meios - O cacau pode exercer alguns efeitos positivos sobre o humor e os sintomas de depressão, reduzindo os níveis de estresse e melhorando a calma, o contentamento e o bem-estar psicológico geral. Não se sabe se isto é resultado de substâncias neuropsicoativas como a teobromina, teofilina, triptofano, ou se também pelo efeito neurossensorial de se degustar um bom chocolate.

6. Flavanóides podem melhorar os sintomas da diabetes tipo 2 - Embora o consumo excessivo de chocolate certamente não seja bom para o controle do diabetes, o cacau tem, de fato, alguns efeitos antidiabéticos. O fruto e o chocolate amargo podem reduzir o risco de diabetes e manter níveis saudáveis de açúcar no sangue. No entanto, existem alguns resultados conflitantes nas evidências científicas, em virtude do uso de açúcar e gorduras na preparação dos mesmos, portanto, mais pesquisas são necessárias.

7. Pode ajudar no controle de peso de muitas maneiras surpreendentes - De forma um tanto paradoxal, a ingestão de cacau, mesmo na forma de chocolate, pode ajudar a controlar seu peso. Acredita-se que o cacau pode ajudar regulando o uso de energia, reduzindo o apetite e a inflamação e aumentando a oxidação da gordura e a sensação de saciedade. No geral, o cacau e os produtos ricos em cacau podem ser úteis para alcançar a perda ou manutenção de peso, mas são necessários mais estudos.

8. Pode ter propriedades protetoras do câncer - Flavonóides em frutas, vegetais e outros alimentos têm atraído muito interesse devido às suas propriedades de proteção contra o câncer, baixa toxicidade e poucos efeitos colaterais adversos. O cacau tem a maior concentração de flavonóides de todos os alimentos por peso e pode contribuir significativamente para a quantidade em sua dieta.

Estudos em tubos de ensaio sobre componentes do cacau descobriram que eles têm efeitos antioxidantes, protegem as células contra danos de moléculas reativas, combatem a inflamação, inibem o crescimento celular, induzem a morte de células cancerosas e ajudam a prevenir a disseminação de células cancerosas. Os flavonóides do cacau demonstraram ter propriedades anticancerígenas promissoras em estudos em tubos de ensaio e animais, mas faltam dados de testes em humanos.

9. Teobromina e teofilina podem ajudar pessoas com asma - A asma é uma doença inflamatória crônica que causa obstrução e inflamação das vias aéreas e pode ser fatal. Acredita-se que o cacau pode ser benéfico para pessoas com asma, pois contém compostos anti-asmáticos, como teobromina e teofilina. A teofilina ajuda a dilatar os pulmões, a relaxar as vias respiratórias e a diminuir a inflamação. Portanto, embora esta seja uma área interessante de desenvolvimento, é muito cedo para dizer como o cacau pode ser usado no tratamento da asma.

10. Sistema imunológico - De acordo com um estudo publicado no Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, o cacau foi revelado como um alimento com propriedades imunorreguladoras. Ou seja, ele influencia o sistema imunológico, em particular a resposta inflamatória inata e a resposta imunológica adaptativa sistêmica e intestinal. Credita-se a este efeito positivo, a presença de elevada quantidade de zinco e de antioxidantes e flavonóides com intenso efeito anti-inflamatório.

"Apesar de todas estas vantagens, temos que avaliar o cacau não apenas pelas suas características nutricionais, mas também pela forma que é preparado. Sabemos que muitos chocolates apresentam baixa quantidade de cacau (menos de 20-25%) e elevada quantidade de gorduras e açúcares, por exemplo", afirma. Ele conclui: "a orientação é buscar preparações pobres em gordura e açúcar, e com elevado teor de cacau, acima de 70%".

Coma sem culpa
Desenvolvido inicialmente para ajudar na deglutição de medicamentos, o chocolate terapêutico ganha cada vez mais espaço. Isso porque é um produto fácil de administrar, tem sabor agradável ou pode mascarar o gosto desagradável de alguns fármacos. Aiessa Balest, consultora farmacêutica da Farmacotécnica explica que hoje, esses produtos também são funcionais e podem ajudar a reduzir a vontade de comer doce, a emagrecer, tratar a TPM e entre outros.

"A base do chocolate terapêutico contém 70% de cacau, não contém açúcar, glúten, lactose e é adoçado com stévia", descreve. Ela aponta que ele pode ser prescrito pelo médico, nutricionista ou farmacêutico. "Hoje podemos adequar algumas fórmulas para usar o chocolate terapêutico, uma das que mais saem no mercado é a anti-doce", pontua.

Conforme a especialista, ele é indicado para pessoas em dieta de emagrecimento. "A função dele é diminuir a compulsão alimentar, a resistência à insulina, além de regular os níveis glicêmicos, controlar a ansiedade e, claro, a vontade de comer doce", finaliza.

No segundo semestre do ano passado, a Anvisa aprovou modificações profundas na rotulagem nutricional dos alimentos. Mas, para conseguir entender as informações que vêm no rótulo e, principalmente, como cada ingrediente atua no organismo, é importante primeiro conhecer o que significam os termos utilizados e os componentes dessa tabela.

Algumas informações são obrigatórias nos rótulos e se você̂ souber a importância delas poderá optar por um alimento mais saudável e fará a escolha certa antes de comprar o produto.

• Porção: nem sempre é referente ao produto total, e sim à quantidade recomendada de consumo daquele alimento;

• Medida caseira: é o que aquela porção equivale em utensílios domésticos;

• %VD: é o quanto determinado nutriente, na quantidade da porção do rótulo, equivale à recomendação do consumo total diário (cuidado, ele é baseado em uma ingestão calórica diária de 2.000 kcal e nem sempre esse é o valor recomendado para você̂).

Maria Julia Coto, consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI), explica que uma dieta de 2000 kcal/dia é uma média do consumo calórico da população brasileira adulta saudável.

"O valor energético diário não é igual para todos e depende das necessidades energéticas estabelecidas individualmente. Assim como o valor calórico, cada nutriente tem pré-estabelecido uma quantidade diária a ser consumida, de forma que as 2000 calorias sejam bem distribuídas, sendo possível visualizar na tabela nutricional a quantidade de nutrientes que o produto vai contribuir no seu dia", diz Maria Julia.

Fique atento na lista de ingredientes, ela está́ em ordem decrescente, ou seja, o primeiro ingrediente é o que mais tem naquele produto. Muito importante também são os nutrientes. Se for comprar um pão de forma integral, olhe a quantidade de fibras por porção e compare os rótulos antes de escolher. Outro ponto que vale destacar é que um alimento integral é diferente de um enriquecido.

"Há uma certa confusão entre os consumidores sobre as duas categorias, levando muitas vezes a uma compra equivocada. Os alimentos enriquecidos são acrescidos de algum nutriente, como por exemplo, ferro, cálcio ou alguma vitamina. Já os integrais são fabricados a partir de farinhas não refinadas, ou seja, possuem um teor de fibras maior quando comparado ao mesmo produto elaborado com a farinha refinada", explica.

Quando se trata de produtos light e diet, devemos considerar que eles terão um teor reduzido de pelo menos um ingrediente, que pode ser o açúcar, a gordura ou o sódio, quando comparado a sua versão original.

O NOVO DESIGN DO RÓTULO
 
Rótulo dos alimentos
No dia 8 de outubro 2020, a Anvisa aprovou a nova norma RDC n°429/2020 sobre os rótulos nutricionais dos alimentos embalados e a Instrução Normativa n° 75/2020 sobre os requisitos técnicos para declaração da rotulagem nutricional. De acordo com a nova medida, as informações deverão estar na parte frontal dos produtos para uma melhor visualização dos consumidores.

Para este novo rótulo, foi desenvolvido um design de lupa para identificar o alto teor de três nutrientes: açúcares adicionados, gorduras saturadas e sódio. O símbolo deverá ser aplicado na frente do produto, na parte superior, por ser uma área facilmente capturada pelo olhar do consumidor.

A tabela de informação nutricional também passará por mudanças. As informações terão apenas letras pretas e fundo branco. O objetivo é afastar a possibilidade de uso de contrates que atrapalhem a legibilidade das informações. Além disso, será obrigatória a identificação de açúcares totais e adicionais, a declaração do valor energético e nutricional por 100 g ou 100 ml, para ajudar na comparação de produtos, e o número de porções por embalagem.

A tabela deverá ficar, em regra, próxima da lista de ingredientes e em superfície contínua, não sendo aceitas quebras. Ela não poderá ser apresentada em áreas encobertas, locais deformados ou regiões de difícil visualização. A exceção fica para os produtos pequenos (área de rotulagem inferior a 100 cm²), em que a tabela poderá ser apresentada em partes encobertas, desde que acessíveis.

A mudança deve ocorrer a partir de outubro de 2022 quando a norma entrará em vigor. As indústrias, terão ainda, um prazo para adequação de 12 meses para a adequação.

A água é essencial para a saúde humana. Todas as células do corpo precisam de água para funcionar corretamente. Por isso, é importante hidratar-se ao longo do dia. Mas não são apenas as bebidas que podem ajudá-lo a aumentar seus níveis de hidratação. Muitas frutas e vegetais também são uma ótima fonte de água. Comer alimentos hidratantes especialmente durante o tempo quente, quando o corpo perde mais água e eletrólitos pode ajudar a manter os níveis de hidratação e fornece vários nutrientes e fibras.

Então, para ajudá-lo a fazer boas escolhas, aqui estão algumas sugestões da nutricionista Adriana Stavro.

Melancia - 92% de água. É uma fruta muito saudável e um dos alimentos mais hidratantes. Uma porção de 1 xícara de chá (150g em média) Fornece + ou - 120 ml de água, além de fibras e nutrientes, incluindo vitamina C, A e magnésio. Além disso, a melancia é rica em antioxidantes, incluindo licopeno. Este composto é muito estudado por sua capacidade de reduzir o dano oxidativo nas células, que tem sido associado a enfermidades como doenças cardíacas e diabetes. É uma fruta baixa em calorias, apenas 46 Kcal por xícara de chá. O consumo de alimentos com baixa densidade energética tem relação a uma diminuição do peso corporal em indivíduos com sobre peso e obesos.

Morango - 91% de água. Isso os torna um alimento muito hidratante. Além disso, são uma fonte de compostos nutritivos, como açúcares, vitaminas, flavonoides, antocianinas e ácidos fenólicos. Todos esses compostos exercem um efeito sinérgico e cumulativo na promoção da saúde e na prevenção de doenças. Os fenólicos são capazes de neutralizar os radicais livres bloqueando sua produção, modular a expressão de genes envolvidos no metabolismo, sobrevivência, proliferação celular e defesa antioxidante.

Melão - 90% de água. Uma xícara de chá de melão (+ ou - 200g) fornece em média 100ml de água e 2g de fibras. Juntas (água e fibra) ajudam aumentar saciedade. O aumento do consumo fibras através da ingestão de frutas, vegetais, grãos inteiros e legumes ao longo da vida é muito importante para conter a epidemia de obesidade encontrada em países desenvolvidos e em desenvolvimento como o Brasil. A adição de fibras funcionais às dietas para perda de peso deve ser considerada uma ferramenta para aumentar o sucesso do tratamento.

Pêssegos - 90% de água. Também fornecem vitaminas e minerais importantes, como A, C, B, potássio e antioxidantes.
● No estudo de 2009 que avaliou o potencial antioxidante de cascas e carnes de pêssegos, os resultados mostraram atividade antioxidante em todas as concentrações testadas. Porém a atividade antioxidante foi ligeiramente maior na presença do ácido clorogênico. Ou seja, quanto mais ácido clorogênico maior potencial antioxidante.

Laranjas - 88% de água - As laranjas são saudáveis e fornecem água, fibras que aumenta saciedade, vitamina C que ajuda no sistema imunológico, antioxidantes que combatem doenças e potássio que desempenha papel importante na proteção contra hipertensão.

Pepino - 95% de água - São saudáveis, gostosos e hidratantes. Eles também são baixos em calorias e fornecem uma pequena quantidade de alguns nutrientes, como vitamina K, potássio e magnésio.

Alface - 96% de água - Uma xícara de chá contém em média 50ml de água, além de 1g de fibra e folato. O folato é importante para mulheres grávidas, pois pode ajudar a prevenir defeitos congênitos do tubo neural. Além disso, é rica em vitaminas K e A, ambas importantes para manter a saúde dos ossos e sistema imunológico saudável.

Abobrinha - 94% de água - Além de água e fibra a abobrinha também contém vitamina C, que é essencial para um sistema imunológico, ela reduz a gravidade das reações alérgicas, combate infecções, ajuda na cicatrização de feridas e na manutenção de gengivas saudáveis. Além disso é essencial para o desenvolvimento e manutenção dos tecidos conjuntivos. A vit, C também desempenha papel importante em várias funções metabólicas, incluindo a ativação da vitamina B, ácido fólico, a conversão do colesterol em ácidos biliares e do aminoácido triptofano no neurotransmissor serotonina.

Tomates - 94% de água - Os tomates têm um perfil nutricional incrível. Ele fornece uma quantidade significativa de vitaminas e minerais, incluindo A C, fibras e alguns antioxidantes, incluindo o licopeno. O licopeno foi estudado por seu potencial de reduzir o risco de doenças cardíacas e por ajudar a prevenir o desenvolvimento de câncer de próstata.

Entre eles estão a proteção do coração e vasos sanguíneos, prevenção da osteoporose e redução do risco de cálculo renal

 

Muito presente na mesa dos brasileiros, o tomate é uma fruta bastante nutritiva, rica em vitaminas e sais minerais. "Geralmente, pensamos nesse alimento como um fruto avermelhado quando maduro. Apesar disso, ele pode ter outras tonalidades, como amarelo, laranja, verde ou mesmo roxo. Tudo depende da sua variedade", explica Allan Ferreira, nutrólogo especialista em terapia ocupacional do Hospital Anchieta de Brasília.


Conforme o médico, independente da forma ou tamanho, o tomate traz inúmeros benefícios. Pensando nisso, ele listou seis benefícios do alimento! Confira:

1. Protege o coração e vasos sanguíneos: por ser rico em licopeno — um pigmento que atua como antioxidante — o consumo de tomate pode ajudar a diminuir a pressão sanguínea, o colesterol e os níveis de stress oxidativo, assim como a reduzir o risco de se sofrer um acidente vascular cerebral (AVC).

2. É um aliado da saúde óssea: rico em cálcio. Outro benefício do tomate é a proteção dos ossos, bem como os dentes. Além disso, a fruta contém também vitamina K, conhecida pelo seu desempenho na prevenção da osteoporose e osteopenia.

3. Protege a pele e fortalece os cabelos: devido ao licopeno, o consumo de tomate é ótimo para a pele, ajudando-a a proteger-se de queimaduras solares e do envelhecimento cutâneo. Além disso, a presença de vitamina A, beta e alfa-carotenos ajudam na saúde capilar.

4. Prevenção de câncer: devido aos altos níveis de licopeno e de vitaminas A e C, o tomate pode ajudar a reduzir o risco de câncer da próstata, de cólon e reto, e câncer de estômago. Além disso, um estudo realizado entre mulheres concluiu que níveis elevados de carotenoides (substância presente em grandes quantidades no tomate) podem ajudar a prevenir o câncer de mama.

5. Redução do risco de cálculo renal: rico em antioxidantes, magnésio e potássio, esse alimento ajuda a evitar o surgimento de cálculos renais. Mas é aconselhado o consumo sem a semente.

6. Saúde dos olhos: além de conter vitamina A, esse fruto é rico em betacaroteno e o alfa caroteno, nutrientes que o corpo converte em vitamina A, que contribui para uma boa visão.



Dica do especialista

Agora que você conhece os benefícios do tomate para a saúde, que tal preparar uma receita à base dessa fruta? Dr Allan indica uma simples e deliciosa: "retire o miolo do tomate, junto com as sementes, e recheie com carne, queijo ou, para algo mais saudável, cogumelos refogados ou quinoa. Depois, leve ao fogo para gratinar a 180 graus em forno pré-aquecido por cerca de 10-15 min. Por fim, cubra o tomate com queijo e deixe-o gratinar. Isso dá um toque especial".

CAFÉ DA MANHÃ NUTRITIVO. FAÇA VOCÊ MESMO.
A alimentação saudável e o descanso adequado melhoram a disposição e espantam a preguiça.  Vamos, quebremos o marasmo. Você mesma pode fazer o seu alimento! Acredite, você pode.

Vamos divulgar, vamos falar, vamos aprender sobre a importância da amamentação

Ai que lindo! Olha as dobrinhas, que vontade de morder! Essas são as expressões que mais escutamos após o nascimento de uma criança.

Ultracongelados, alimentos embalados a vácuo facilitam a alimentação saudável no dia a dia

Os alimentos industrializados não são a melhor opção

UMA ABORDAGEM BEM MAIS COMPLETA EM SAÚDE

As frutas e os vegetais, em geral, são ricas em vitaminas, minerais, fibras e substâncias que chamamos de compostos bioativos - ajudam o organismo a manter o equilíbrio.

Tem coisa gostosa demais, mas não muito recomendada. Se você tem estômago sensível, pior

EXCELENTES ALIMENTOS PARA ENXERGAR MAIS E MELHOR

O momento é propício para você ajudar seu corpo

O Programa Saúde e Equilíbrio é composto pelo acompanhamento nutricional e auriculoterapia.

É fundamental a presença da nutrição na recuperação e construção da saúde

A baixa umidade relativa do ar agride os pulmões

Uma vez realinhados certos hábitos, os tratamentos estéticos trarão maiores efeitos

Essa ideia que só as carnes têm proteína é um engano terrível. Existem proteínas de fonte vegetal.

Se identificar com um novo estilo de vida, com apoio para isso, é a saída

Todos os alimentos gastam energia para serem digeridos e absorvidos pelo nosso organismo.

É possível fazer uma boa nutrição e torná-la a base do equilíbrio físico e mental nessa época da vida?

Não é modismo, não é apenas um nicho de mercado. É a consciência em relação à saúde do nosso corpo e qualidade de vida.

Uma alimentação mais adequada melhora a qualidade de vida das pessoas, de todas as pessoas. 

Você pode experimentar uma nova forma de se alimentar bem, por um custo benefício excelente

Hábitos discretos e os resultados fabulosos na busca pelo tão desejado equilíbrio do peso

Faz-se necessário fortalecermos nossas defesas orgânicas contra todas as doenças.

Pense numa compensação para o seu corpo. Você merece o sabor e ele a saúde. Devagarzinho, comece com alguns bons hábitos alimentares.

Os irmãos Camargo* mudaram o visual em nove meses de acompanhamento nutricional. A família ajudou! A tia os acompanhavam nas consultas, e seu pais colaboravam em casa no auxilio do cardápio.

Como se alimentar de forma saudável durante uma crise financeira

Por que como pouco e engordo? Por que como bem e de tudo e não engordo? Por que tenho colesterol alto se minha alimentação é perfeita?

Algumas dicas especiais para você cuidar bem de você e da sua família.

É um prazer ou um tédio passar perto de uma balança? Elas estão em quase todas as farmácias, supermercados, lojas de produtos estéticos, de produtos naturais e consultórios.

Se você não comer corretamente, simplesmente não vai definir seu abdômen, nem as pernas, nem nada.

A Mundo Verde Seleção traz para você o que há de mais saudável e funcional no mundo da saúde alimentar. Dê uma olhada nessas maravilhas super nutritivas.

O diabetes tipo I acontece quando a produção de insulina do pâncreas é insuficiente, pois suas células sofrem de destruição autoimune.

Hoje o sobrepeso e a obesidade infantil apresentam prevalência estatística elevada. E isso reflete em futuros adultos obesos com a presença de doenças crônicas não transmitidas – DCNT – do tipo diabetes II, colesterol, pressão alta, etc.

Para obter o máximo que sua atividade física pode oferecer você precisa manter um ritmo nutricional

Algumas dicas e receitas para que a alimentação possa ajudar nos resultados desejados com os exercícios.

A preocupação com a saúde passa estritamente pela nutrição funcional. São décadas de estudos condensadas numa especialidade que atua na prevenção e correção de doenças crônicas não degenerativas

Faça algumas escolhas na hora de comer e tenha muito mais energia para o seu dia

Procure incluir mais frutas, verduras e legumes no seu arroz com feijão. Uma alimentação boa previne o câncer!

Para as pessoas que praticam alguma atividade com regularidade, a alimentação é um fator fundamental para se atingir um bom resultado.

Feitos para a mulher e disponíveis na Mundo Verde para você se deliciar

Prolonga a sensação de bem estar de forma natural, traz um prazer enorme, chega a encantar – mas deve ser dosado como em qualquer dieta, de acordo com sua individualidade bioquímica

É funcional porque além de agradar ao metabolismo do corpo, agrada ao brilho dos olhos e o paladar

O programa alimentar deve ser considerado em primeiro lugar na preparação do atleta. Dai sim virá o desempenho ideal, o ganho de massa muscular, a eliminação de gordura corporal, definição corporal e força.

A bionanotecnologia é uma área da ciência que consegue manipular e estudar materiais milhares de vezes menores do que a espessura de um fio de cabelo.

Fácil de fazer, práticos e cheios de propriedades nutricionais saudáveis, eles devem colorir nosso momento de refeição e nossa saúde

Uma alimentação que garanta qualidade de vida pede mais do que a moda dita. Pede informação mais técnica sobre esses alimentos

A Terapia Nutricional é fundamental no cuidado do paciente com diabetes mellitus tipo I e II

Um estudo desenvolvido pela Warwick Medical School, no Reino Unido, descobriu que quem come muitas frutas e vegetais acaba por aumentar a satisfação com a vida, aumentar o bem estar mental e a multiplicar a felicidade.

Com a chegada do verão todos querem estar com o corpo bonito para aproveitar o calor do sol. Boa alimentação, prática de exercícios físicos e produtos do Mundo Verde Seleção podem ajudar. Confira.

O leite de soja light faz bem?
O consumo diário de 1 litro de leite de soja light industrializado reduz o colesterol ruim (LDL) em cerca de 6% e aumenta o colesterol bom (HDL) em 10%.