FISIOTERAPIA ESPECIALIZADA NO TRATAMENTO DE HÉRNIAS DE DISCO

Felipe Tardivel Barbosa

FISIOTERAPIA ESPECIALIZADA NO TRATAMENTO DE HÉRNIAS DE DISCO

Técnica que utiliza as mãos e mesa de tração/descompressão/estabilização eletrônica.
 

Já ouviu falar em hérnia de disco? A palavra hérnia significa projeção ou saída através de uma fissura ou orifício. Cada disco intervertebral é uma almofada de amortecimento, composto pelo núcleo pulposo, que permite à coluna absorver o repetido estresse compressivo, e um anel fibroso que tem como função conter esse núcleo pulposo, limitando sua expansão quando a coluna recebe as cargas do dia a dia.   

Os discos vertebrais têm função de amortecedores durante uma caminhada, nos saltos e corridas. Quando os discos são colocados em grande tensão por muito tempo acabam por ceder um pouco e provocar compressão nas ramificações nervosas que estão por ali. O local onde cede correspondente à hérnia de disco, uma protrusão inicial - causa os mais diversos sintomas.    

As hérnias nos discos podem ser classificadas em protrusas - anel fibroso já irregular mas sem tendência de ruptura; extrusas – numa parte, o anel fibroso já está prestes a romper; sequestradas – ocorreu o “vazamento” de parte do núcleo pulposo do disco.

E quanto à duração dos sintomas da hérnia de disco, a percepção da dor, do incomodo, pode ser de aguda, quando ocorre por menos de três meses, à crônica, quando já existe há mais tempo.    

Antes desse estágio, pode estar ocorrendo uma disfunção do tecido mole, do “núcleo do disco”, que pode alterar o movimento articular e diminuir a eficácia da mobilização-alongamento da articulação. É por isso que o tratamento, frequentemente, começa com fisioterapia, visando diminuir a dor e o espasmo muscular ou aumentar a mobilidade dos tecidos moles. Dentre as técnicas de fisioterapia, manual, utilizamos a osteopatia, a Maitland e mobilizações articulares.    

A fisioterapia manual utiliza como instrumento as mãos do terapeuta, com técnicas tipo mobilizações, cinesioterapia para treino de força, flexibilidade, coordenação e equilíbrio, além de promover estabilização segmentar - para reestabelecer a mobilidade articular.    

Para um bom tratamento, o programa fisioterapêutico denominado Reconstrução Músculo-Articular (RMA) da Coluna Vertebral, usa técnicas com evidências científicas, associa a fisioterapia manual à tecnologia de ponta, com as mesas de tração eletrônica, de descompressão dinâmica, de estabilização vertebral, e, com exercícios de fortalecimento muscular.

Gostou? Compartilhe: