NOVA TERAPIA COM VACUM LASER DIMINUI OS SINTONAS DE RIGIDEZ MUSCULAR E TREMORES

Rosangela Fonseca

NOVA TERAPIA COM VACUM LASER DIMINUI OS SINTONAS DE RIGIDEZ MUSCULAR E TREMORES

O Parkinson é uma doença degenerativa do sistema nervoso central, crônica e progressiva, causada por uma intensa diminuição da produção de dopamina, que auxilia na realização dos movimentos voluntários do corpo, ou seja, não precisamos pensar para realizá-los, na sua falta, a capacidade motora do indivíduo é diminuída.

Atualmente não existe cura, os cuidados médicos visam amenizar e controlar alguns dos sintomas da doença, tais como lentidão dos movimentos, tremores involuntários, passos arrastados, enrijecimento e atrofia muscular, e, alteração do equilíbrio/quedas.

Com a doença as pessoas vão deixando de ser independentes, na medida em que deixam de realizar movimentos básicos, como, por exemplo, sentar e levantar de uma cadeira, caminhar, e, dificuldades para falar e ingerir alimentos.

Pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP desenvolveram uma nova técnica para o tratamento de pacientes com a doença de Parkinson. Esse novo protocolo, que combina a ação do laser e de pressão negativa por ventosas, trouxe expressiva qualidade de vida aos parkinsonianos, amenizando as dores musculares e o desconforto causado pelos tremores.

A aplicação se dá por intermédio de um aparelho chamado Vacum Laser, que foi desenvolvido há três anos, pelo IFSC. O aparelho combina duas técnicas em uma única plataforma: o vácuo/sucção, realizado com a ventosa, e, a indução do laser através dessa.

Segundo a conclusão das pesquisas os pacientes tratados com essa aplicação, ou seja, combinação das duas terapias - laser e pressão negativa - tiveram uma redução acentuada nas dores ocasionadas pela rigidez muscular assim como nos tremores involuntários. Muitos deles resgataram a autonomia e voltaram a realizar atividades cotidianas, e a se alimentarem sem dificuldades.

O laser promove tanto a ação analgésica quanto a ação anti-inflamatória, e o relaxamento vem através da sucção do músculo pela ventosa. Promove a reparação tecidual acelerada, com melhoras significativas na amplitude dos movimentos dos pacientes, e com a redução da dor. A tecnologia embutida no

Vacum Laser pode ser aplicada em outras patologias, tais como:
• dores crônicas, cefaleias e enxaquecas;
• fibromialgia, dor ciática;
• lombalgia e outras disfunções da coluna vertebral;
• bursite de ombro;
• artrite e artrose;
• patologias do quadril, joelho, tornozelo e pé;
• espasticidade, contratura e recuperação muscular;
• drenagem linfática;
• disfunção da articulação temporomandibular – DTM;
• doenças neurológicas - AVC, mielomeningocele, esclerose múltipla, dentre outras.

Gostou? Compartilhe: