O PODER DAS MÁSCARAS ANTI-COVID

Eduardo Salles

O PODER DAS MÁSCARAS ANTI-COVID

Máscaras são fabricadas com tecidos especiais, que recebem um aditivo antiviral.
 

Enquanto uma vacina não chega, o uso de máscaras faciais em público pode ser o meio mais eficaz de impedir a transmissão do vírus, em conjunto com o distanciamento social, a quarentena, a higiene das mãos e o rastreamento de contatos.

As universidades e empresas brasileiras possuem muita experiência no desenvolvimento de tecnologias antivirais. Nesse cenário, foi criada a tecnologia Ag+Fresh®, com nanopartículas de prata que eliminam 99,9% dos vírus, fungos e bactérias. O laboratório de virologia da USP de São Carlos, realizou testes em tecidos que receberam essa tecnologia, e confirmou sua eficácia.

Atenta à necessidade de toda a sociedade em obter soluções mais seguras para proteger as pessoas e ajudar as empresas na construção de um “novo normal”, a Dotter Brasil, empresa de tecnologia, desenvolveu as máscaras Anti-Covid. Além da exclusividade no design, com kits preparados para a família, com costuras especiais, traz o que há de mais avançado em tecnologia antibacteriana e antiviral para os tecidos técnicos. Estamos falando de uma combinação de alta tecnologia para a proteção contra o coronavírus – é o Delfim Protect, com nanotecnologia de prata Anti-Covid. Trazemos para nossas máscaras a tecnologia antimicrobiana e antiviral têxtil Ag+Fresh®.

As máscaras têm camada dupla, são laváveis, reutilizáveis e práticas. Suportam até trinta lavagens, mantendo sempre a sua completa eficácia. Além de todas essas vantagens de segurança contra fungos, bactérias e vírus, você tem ainda um equipamento de proteção que é hidro repelente, reduzindo a saturação das máscaras com a umidade. Têm também elásticos adequados, sem aquele conhecido desconforto. Um tecido técnico antimicrobiano com base 100% poliéster, que não provoca qualquer irritabilidade dérmica primária, acumulada ou mesmo uma sensibilização – é dermatologicamente testado segundo os padrões técnicos da ANVISA.

TECIDOS E AS FUNÇÕES ANTIMICROBIANA E ANTIVIRAL

Os tecidos são uma importante via de transmissão de infecção e a sua contaminação por respingos e/ou por toque é praticamente inevitável em qualquer ambiente(*). Dessa forma, principalmente no caso das máscaras e jalecos médicos, o tecido passa a ser o primeiro local de contato com a pele, com líquidos e com o ambiente de tratamento, tornando-se, com isso, capaz de absorver, reter e transportar organismos contagiantes ou infecciosos de um indivíduo a outro, de um ambiente a outro.

Ag+Fresh® é um aditivo antimicrobiano, aplicado na fabricação do tecido, que age diretamente nos microrganismos, neutralizando e conferindo efeito com duração comprovada de proteção. Sua formulação possui agentes específicos para a manutenção do efeito no longo prazo, respeitando a integridade da barreira cutânea e o equilíbrio natural da pele, nada de problemas dermatológicos.

Um antimicrobiano, como o Nanox Clean Ag+Fresh®, aplicado nas máscaras é fundamental inclusive na contenção da disseminação do vírus. As máscaras além de proteger o usuário, e os outros, também deixa de ser um vetor de transmissão em potencial para microrganismos, como o Covid-19.

Com o uso de máscaras comuns, o risco de infecção é inevitável, pois são feitas com tecidos que contribuem para a chamada “contaminação cruzada”. Isso ocorre quando?
• ao pegá-la;
• ao colocá-la ou retirá-la;
• ao descartá-la sem segurança;
• ao tocá-la enquanto estiver usando ou simplesmente para um ajuste.

Assim, sempre existe o risco de contrair uma infecção tocando o rosto depois de tocar a superfície contaminada da máscara ou outras superfícies que foram contaminadas por entrarem em contato com a máscara.

O uso de máscaras com nanotecnologia antiviral ativa, como o Ag+Fresh® protege as pessoas que a usam, além de reduzir a contaminação causada por uma pessoa infectada, no ambiente que frequenta.
 

O ADITIVO ANTIMICROBIANO AG+FRESH®

Dentre as propriedades que o tornaram essencial, podemos destacar:
• elimina os odores desagradáveis;
• confiável mesmo após diversas lavagens;
• redução da contaminação cruzada;
• age diretamente nos microrganismos, neutralizando e conferindo efeito com duração comprovada;
• alta performance;
• altamente eficiente contra amplo espectro de bactérias, vírus, fungos e ácaros, visto que o acabamento tecnológico aplicado continua eficiente mesmo após diversos ciclos de lavagem;
• seguro;
• seguro no contato com a pele, não migra, não interage com a química natural da pele;
• ambientalmente correto;
• com um mínimo de prata no tecido, com reduzida quantidade de descarga; 
• reduz contaminação.

A tecnologia empregada no tecido utilizado na fabricação das nossas máscaras traz um amplo espectro de características positivas, de suma importância para o controle e proteção nessa pandemia, uma vez que é um antimicrobiano natural de amplo espectro, é ativo atóxico, não migratório e sem VOC - orgânicos voláteis - tem ação permanente e duradoura, tem alta performance - 99,9% de redução microbiana - mantém as superfícies mais limpas, pois reduz a contaminação cruzada, proporciona a redução do odor causado por fungos e bactérias, é estável e resistente mesmo nas altas temperaturas, previne a disseminação e reduz o contágio relacionado ao novo coronavírus.

O USO RESPONSÁVEL

A linha de tecidos com a proteção antiviral e antimicrobiana Ag+Fresh® não exime o usuário da aplicação das medidas protetivas complementares, como as ações de distanciamento social, o uso de máscaras e da assepsia, atitudes essenciais para a contenção da disseminação dos agentes infecciosos, de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde - OMS, e com o Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA.

As instruções de proteção coletiva devem ser tomadas prioritariamente, além das medidas de proteção individual. O uso dos vestuários produzidos com os tecidos acabados com o antiviral e antimicrobiano Ag+Fresh® deve considerar a compatibilidade da sua utilização com o uso de equipamentos de proteção individual - EPI, como as luvas, óculos de proteção, face shield, capacete de proteção, proteção auricular, máscaras de proteção, respiradores, etc.

Fonte:
(*) Hambraeus A, Ransjö U. Attempts to control clothesborne infection in a burn unit. J Hyg (Lond). 1977 Oct; 79(2):193-202. https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46540-saude-anuncia-orientacoes-para-evitar-a-disseminacao-do-coronavirus. Acesso em 03 8 2020.

Gostou? Compartilhe:

Eduardo Salles

Eduardo Salles

Diretor de Inovação e Novos Mercados

Somos a Dotter Brasil e, desde 1995, trabalhamos para assegurar a integridade dos produtos e processos de nossos clientes. O foco é a prevenção de fraudes, violações de embalagens e equipamentos, desvio e roubo de cargas e ativos, além da falsificação de produtos e documentos através de diferentes tecnologias de segurança.

Ver mais sobre: pandemia, mascara anti covid, anti covid, mascara, proteção, dotter, tecidos especiais, tecido antimicrobiana, Nanox, Nanox Clean Ag+Fresh, mascara de tecido, nanotecnologia, antiviral, tecido antiviral