PENSOU EM TREINAMENTO, PRIMEIRAMENTE AJUSTE A SUA ALIMENTAÇÃO

PENSOU EM TREINAMENTO, PRIMEIRAMENTE AJUSTE A SUA ALIMENTAÇÃO

O programa alimentar deve ser considerado em primeiro lugar na preparação do atleta. Dai sim virá o desempenho ideal, o ganho de massa muscular, a eliminação de gordura corporal, definição corporal e força.
Na busca pelo bom resultado nos treinos, por vezes excessivo, e, com dietas hipocalóricas, com a ilusão de “secar” rapidamente e obter a tão desejada massa muscular, ocorre o fenômeno do overtraining - sobrecarga ou excesso de estimulação comprometendo rendimento nos treinos e a recuperação do organismo após os exercícios, por falta de alimentação adequada. 
PENSOU EM TREINAMENTO, PRIMEIRAMENTE AJUSTE A SUA ALIMENTAÇÃO

O overtraining pode trazer perda do condicionamento físico - força e resistência - dores musculares, fadiga, suor noturno, dores de cabeça constantes, palidez, olheiras, hipotensão e hipertensão, sintomas que poderão ir de leve e grave. Outras consequências como hipoglicemia (queda dos níveis de glicose) e aumento do cortisol hormônio que direciona seu organismo a reações de quebra de moléculas chamado catabolismo proteico. Assim, a dieta alimentar adequada é saúde e resultado. Incluem-se aí os importantes suplementos nutricionais, vitaminas, antioxidantes e hidratação indicada.

A preocupação com a nutrição esportiva é para o dia a dia - não apenas no momento antes e após os treinos. Resultados melhores virão quanto mais atenção se tiver na relação alimentação e tempo de treino, do tipo de atividade, da intensidade e dos objetivos.

A alimentação constitui-se como um componente essencial para gradativamente conquistar os resultados. Requer garra, disciplina, atenção, perseverança, seguir as orientações nutricionais e do treinador, dedicação no preparo e na escolha de tudo que se come e se bebe e serão predestinados ao sucesso.

 
 

Erika Sampaio CRN 26912 | Nutrição Esportiva e Dietética
Especialista em Nutrição Clínica e Metabolismo

Gostou? Compartilhe: