Tratamentos especiais da Harmony Terapias

Tratamentos especiais da Harmony Terapias

Tudo o que se pode tratar através dos seis programas da tecnologia do conversor mental, e da mesa radiônica
Para se manter em equilíbrio, acordado e com toda a disposição, para poder dizer adeus ao estresse, basta dimensionar as frequências específicas, assim como para se ter uma noite de sono reparador e ou acelerar o aprendizado e a memorização. São programas especificamente desenvolvidos para gerar uma nova frequência, nova consciência e estilo de vida. É o que se dá, cientificamente, através do arrastamento das frequências cerebrais, por esse sistema e pelo som binaural.

 O que se pode tratar? 
 Toda a terapia trata problemas afetivos, de saúde, financeiros, profissionais, dos negócios, de energias nocivas – desequilíbrios nos chacras, limpeza de espaços. Traz a harmonia de volta ao lar, ou, ao local de trabalho, corta laços cármicos, a quebra de padrões cármicos. Pode-se fazer a reprogramação de DNA, a remoção de padrões de medo, culpa e vergonha. Traz saúde e paz, aumenta a autoestima e a autoconfiança. Ataca a depressão e síndrome do pânico.

 O que é a mesa quântica?
 A mesa quântica é uma ferramenta da ciência chamada quântica, que consiste na emissão de frequências de cura, para restabelecimento da saúde física, energética e psíquica do indivíduo, ou de uma situação apresentada. Em si, é uma ferramenta que atua com a quântica radiônica, ou seja, com a intervenção na mente humana, através de uma conexão com a mente supraconsciente, que apoia e orienta os processos. Vai atuar ajustando aquelas questões que independem da vontade consciente do indivíduo, libertando ele de questões espirituais, crenças e afetamentos emocionais que interditam áreas afetivas, profissionais, familiares, e a saúde -  vítima das doenças psicossomáticas.
 
Tratamentos especiais da Harmony Terapias

Débora Cian
Terapeuta
Tratamentos especiais da Harmony Terapias



{fa fa-phone} (19) 3406.5157
Rua Domingos Nardini,182, Vila Medon | Americana

Gostou? Compartilhe:

leia mais

Leia mais