COMO APLICAR O COLÍRIO CORRETAMENTE

Milena Almeida

COMO APLICAR O COLÍRIO CORRETAMENTE

O TRATAMENTO DO GLAUCOMA, OLHO SECO, INFECÇÕES, DENTRE OUTRAS DOENÇAS OFTALMOLÓGICAS, DEPENDE DA CORRETA UTILIZAÇÃO DO COLÍRIO PARA TER SUCESSO.

Quando aplica o colírio no olho, parte da gota transborda para fora do olho, parte evapora e só uma parte é absorvida, portanto, aplicar corretamente é muito importante para obtermos a função desejada e não perdermos a única parte que é de fato efetiva. Confira algumas dicas  da oftalmologista Milena Almeida:

  • Lave as mãos antes da aplicação;
  • Tire a tampa sem encostar na ponta, para não contaminar o frasco;
  • Agite o frasco antes da aplicação. Alguns colírios são em forma de suspensão, ou seja, o material particulado decanta no fundo do frasco, e precisa ser misturado para a medicação ser administrada de forma completa;
  •  Evite encostar a ponta do frasco no olho para evitar contaminação do mesmo;
  • O colírio deve ser pingado no “fundo de saco inferior”, que é a “bolsinha” que se forma ao puxarmos a pálpebra inferior para baixo e para frente;
  • Após pingar o colírio, feche os olhos e aperte o canto do olho próximo ao nariz, isso comprimirá o ponto lacrimal, o “ralinho” do olho, fazendo com que a gota fique mais tempo em contato com o olho. Além disso, essa medida reduz possíveis efeitos colaterais sistêmicos da medicação, pois menor quantidade é absorvida pela mucosa nasal, muito rica em vasos sanguíneos;
  • Se foi prescrito mais de um colírio, dê um intervalo de pelo menos 15 minutos entre eles;
  • Mantenha o frasco em local fresco e arejado. Somente alguns colírios necessitam ser mantidos na geladeira, se for o caso, essa informação virá escrita na bula;
  •  Não compartilhe colírios! Mesmo que seja prescrito a mesma medicação, o frasco é individual, para evitar possíveis infecções.

Gostou? Compartilhe: