HERANÇAS SISTÊMICAS: UM NOVO OLHAR SOBRE A VIDA

HERANÇAS SISTÊMICAS: UM NOVO OLHAR SOBRE A VIDA

Muitos de nós, inconscientemente e por amor, repetimos as mesmas histórias e os mesmos papéis de nossos pais ou antepassados.

Quando afirmarmos que “nós somos herdeiros”, abre-se um leque de possibilidades. Somos herdeiros do que, de quem e como?

Através da visão sistêmica fenomenológica, o ser humano é herdeiro de tudo que veio antes, de toda história cultural, econômica, religiosa, sistemas de crenças, de onde nasceu e viveu, e mais, diretamente da herança genética e da convivência. É herdeiro de seus pais, avós, bisavós e demais.

Herdamos tanto características biológicas como padrões de comportamentos, atitudes, traumas, doenças físicas e psíquicas – graças as memórias celulares e aos mecanismos de lealdade, pertencimento que ocorrem inconscientemente em nossas vidas. 

Desta forma, não percebemos que estamos num emaranhamento sistêmico, ou seja, vivendo conflitos, situações que se repetem geração após geração. E como saber se “as dores”, “os conflitos”, “as doenças físicas e psíquicas” se originaram a partir das minhas próprias vivências ou é uma herança sistêmica? É possível ressignificar tudo isso? 

Que bom que sim. Um dos caminhos é o da Constelação Sistêmica Familiar, terapia breve, que pode revelar os mecanismos inconscientes que afetam nosso comportamento. Quando essas influências se mostram nas constelações, o indivíduo recupera seu poder de fazer escolhas, se torna mais livre e produtivo. As sessões podem ser realizadas individualmente ou em grupo. Quer saber mais sobre as heranças sistêmicas e como elas podem influenciar sua vida? Você pode agendar a sua sessão.

HERANÇAS SISTÊMICAS: UM NOVO OLHAR SOBRE A VIDA
Eliane Schlichting | Terapeuta Sistêmica

Bacharel em Psicologia, Especialista em Saúde Coletiva,
Formação em Terapia Relacional Sistêmica e TOQ - Mapeamento Familiar,
Facilitadora em Constelação Sistêmica Familiar

(19) 99801.8241
 https://www.facebook.com/atelieterapeuticodoser

Gostou? Compartilhe: