PSICOTERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL APLICADA AO TOC - TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO

Entre Diálogos

PSICOTERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL APLICADA AO TOC - TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO

O TOC é considerado um transtorno mental significativo.
 

Você já deve ter ouvido falar de pessoas que perdem muito tempo lavando as mãos, verificando fechaduras, gás, janelas ou portas, que precisam ter suas coisas cuidadosamente limpas ou arrumadas, que têm medo de altura mesmo em lugares seguros, que têm dificuldades de descartar papéis, roupas, etc.

A pessoa acometida com esse transtorno sofre com obsessões acompanhadas de compulsões.

Obsessões são pensamentos catastróficos sobre uma possível “desgraça”, que invadem a mente de forma persistente e frequente, e geram emoções ruins como angústia, ansiedade, medo, etc.

Mesmo achando esses pensamentos ilógicos, irreais e absurdos, o indivíduo não consegue se desvencilhar deles, e com isso, é levado à compulções. Essas “compulsões” são rituais ou comportamentos repetitivos conhecidos como manias.

O psicoterapeuta faz uso de diversas técnicas e ferramentas que desafiam os pensamentos obsessivos através de evidências, com a finalidade de transformar os pensamentos disfuncionais e irrealistas em pensamentos funcionais e realistas, diminuindo significativamente a intensidade das emoções negativas, gerando conforto emocional ao paciente e atuando diretamente em seus comportamentos.

Contudo, o objetivo do processo de psicoterapia cognitivo comportamental não é unicamente ajudar o paciente com suas dificuldades, mas dotá-lo de capacidade para que se torne seu próprio terapeuta.

Gostou? Compartilhe: