SEJA GRATO, DE CORAÇÃO E ALMA. SEMPRE PLANTE POSITIVAMENTE

Aline Almeida

SEJA GRATO, DE CORAÇÃO E ALMA. SEMPRE PLANTE POSITIVAMENTE

Mesmo enxergando as mazelas na vida de muitos, agradeça por tudo. E plante boas sementes.
 

Sentir gratidão por quem nos ajudou é fácil. Mas também sejamos gratos a quem puxa o nosso tapete, porque o tombo educa, ensina e impulsiona - se de forma explícita. Nem sempre quem te põe na merda é seu inimigo, de forma análoga, nem sempre quem te tira dela é seu amigo. Tem uma fábula que trata exatamente disso, lembrando o conto do passarinho:

"Um dia, um passarinho, cansado de voar, pousou e ficou quietinho no chão, meio estatelado. Uma vaca se aproximou e perguntou o que tinha acontecido... - Estou cansado e com frio! respondeu o pássaro. Pelo menos uma parte do problema a vaca tinha condições de resolver. Então virou de costas e fez cocô sobre a ave. O passarinho ficou preso em meio à merda, mas logo percebeu que o frio tinha passado, estava quentinho ali... Passado um tempo, apareceu um gato, e o passarinho, aflito por estar preso, se encheu de esperança... - Será que você pode me tirar daqui? quis saber... – Claro! respondeu o bichano, que, óbvio, comeu o passarinho.”

Claro que acontecem coisas terríveis na nossa vida. Só que muitos dos eventos que parecem ruins à primeira vista também têm um lado positivo. No mínimo, frequentemente, nos oferecem uma lição e uma possibilidade de evoluir - só depende dos nossos olhos, de enxergar um outro lado. 
E assim também é com os fracassos, onde sempre nos justificamos, nossas muletas, ao invés de assumirmos nossas responsabilidades e curarmos nossa vida financeira.

Nossa dica é que precisamos semear. A única linguagem que se comunica com o futuro, acreditamos, é a lei da semeadura.
Não existe essa coisinha de prosperar em pouco tempo, muito menos de que você pode se aproveitar do que os outros fazem pra enriquecer a si mesmo – de forma honesta. O futuro não ”escuta” o curto prazo.

Para você garantir um bom futuro, para você e para as próximas gerações, você precisa plantar. Só plantando as suas sementes você consegue transcender. Sem isso, você se torna um tipo de parasita, ou corvo: um escravo da plantação dos outros, que é incapaz de “plantar” por si mesmo. Ou um espantalho: que até contribui espantando os corvos da plantação, mas é incapaz de agir. De forma que é importante aprender a plantar, e não depender mais de outro alguém, a não ser de você mesmo.

E investimentos, decisões tomadas por você, são sementes da liberdade. Você planta hoje, e, colhe lá na frente. A liberdade, por exemplo, do ponto de vista financeiro, não é poder fazer o que quiser, é não ter que fazer nada.

Qual a diferença entre uma coisa e outra? O rico trabalha pelo lucro, enquanto o outro pelo salário. O não rico acaba vendendo a hora dele, com isso ele não consegue enriquecer, pois a hora não é escalonável. O rico age, ele arregaça as mangas, ele procura resolver o problema, enquanto o outro reage, e só reclama da situação. O rico procura investir, planta sementes, enquanto o outro tenta apenas poupar – com muito desleixo. O outro sempre vai falar que foi sorte, que aquela pessoa é rica porque que tem determinada empresa, ou cargo. Mas o rico sabe que foi esforço. O rico olha o dinheiro como uma forma de troca, enquanto o outro vê como um fim, apenas para pagar as contas.

Dinheiro compra felicidade? Dinheiro cria felicidade quando lhe traz tempo, tempo que ele compra, para que você se dedique no que lhe faz mais feliz. O dinheiro também possibilita boas ações.
 


Fonte: Me poupe!; Nathalia Arcuri. - 1. ed. - rio de janeiro: Sextante, 2018.

Acesso do dia na live Desafios 21 dias dos dias 02 de abril de 2020 a 23 de abril de 2020. https://www.instagram.com/thiago.nigro/

 

Gostou? Compartilhe: