PILATES NA REABILITAÇÃO DO IDOSO

Naya Elena Lara Arroyo

PILATES NA REABILITAÇÃO DO IDOSO

Com o passar dos anos é natural que haja uma diminuição de importantes capacidades funcionais, tais como a piora do equilíbrio, o enfraquecimento dos músculos e a diminuição da resistência.

A postura já não é mais a mesma, a caminhada fica mais lenta e é perceptível o aumento da dificuldade para realizar atividades, que até então eram fáceis e corriqueiras. Todas essas constatações, associadas à falta de exercício físico, contribuem para o aparecimento de dores articulares e musculares, cansaço, dificuldade em executar atividades diárias, quedas frequentes e, consequentemente, diminuição da capacidade funcional.

O desafio é envelhecer com saúde e de forma ativa. É exatamente neste ponto, que o Pilates atua como um aliado.

O método de condicionamento físico, desenvolvido por Joseph Pilates, surge do equilíbrio entre filosofias de relaxamento, ligação do corpo e mente, com ênfase no fortalecimento muscular, resistência e intensidade dos movimentos.

Mesmo sendo uma atividade de baixo impacto e individualizada, é essencial que seja realizada com supervisão especializada. Não sem razão, é um método muito indicado para idosos por atuar como prevenção e ou no pós-tratamento médico e fisioterápico das dores articulares.
 

"Se aos 30 anos você está sem flexibilidade e fora de forma, você é um velho. Se aos 60 anos você é flexível e forte, você é um jovem" Joseph Pilates
 

Dentre os benefícios mais gerais que uma atividade física pode gerar ao idoso, o Pilates, na terceira idade, propõe:

• aumento da flexibilidade muscular
• melhora da mobilidade das articulações
• melhora do equilíbrio e coordenação motora
• aumento da consciência corporal e postural
• fortalecimento muscular
• melhora da capacidade respiratória e concentração
 

Todos esses fatores contribuem para melhorar a qualidade de vida, diminuir os riscos de quedas e suas consequências, aliviar as dores articulares e aumentar a autoestima do idoso.

Entretanto, resta salientar, para a aplicação de qualquer técnica, é necessário que princípios básicos sejam respeitados. Assim, o acompanhamento de um profissional especializado, com formação completa em Pilates, faz toda diferença.

Se você é idoso, se identificou e quer cuidar da sua saúde, inicie a prática do Pilates. Lembre-se de procurar um profissional qualificado. Conheça a diversidade de exercícios e todos os benefícios que o método pode lhe proporcionar.

PILATES NA REABILITAÇÃO DO IDOSO

Gostou? Compartilhe: